domingo, 12 de setembro de 2010

BUENOS AIRES/Argentina

Buenos Aires, capital da Argentina, é uma cidade encantadora, uma metrópole que recebe muitos turistas por causa de seus atrativos, e também por sua moeda, o Peso Argentino, dar um preço convidativo a vários de seus produtos, por conta de sua desvalorização diante do Real e do Dólar.
Obelisco
Casa Rosada
Universidade de Buenos Aires
Fomos a Buenos Aires em Julho de 2010, no auge do inverno; casaco, luvas, cachecol, botas e meias, muitas meias, foram peças fundamentais nos dias em que ficamos na cidade. Nos hospedamos no Blue Tree Hotels – Recoleta, um hotel com boa localização, considerado 4 estrelas, mas que peca muito no serviço.

Uma vez instalado, e bem agasalhado, quem vai a Buenos Aires não pode deixar de assistir a um show de tango, já que é um dos principais atrativos da cidade. Fomos a “Casa de Tango Porteño”, adorei a apresentação, com direito a jantar e bebidas à vontade.

Casa de Tango
Na cidade, além do tango, há excelentes peças e outros shows em vários teatros espalhados principalmente pelo centro da cidade, e ao redor da Avenida 9 de Julho, que é, diga-se a espinha dorsal da cidade; fomos ao teatro assistir uma apresentação do musical da Broadway de “A Bela e a Fera” foi um belíssimo espetáculo, fiquei encantada.

Mesmo assim, há outros bairros com vários tipos de shows, de tango como em La Boca, principalmente em El Caminito. O tradicional tango argentino está por ali. Simples, rústico, mas que tem o seu charme e valor histórico.
La Boca

Mas não se engane, Buenos Aires não vive só dos palcos do tango; há vários lugares diferentes e interessantes para serem visitados, como: Museus, Livrarias, Shoppings, Parques, Zoológico, Estádio do Boca Júnior, os bairros famosos da cidade, fazer compras, fomos até ao Cemitério da Recoleta.
Museu de Armas

Buenos Aires tem muita coisa para fazer, e muitos bairros para visitar: Centro, Recoleta, San Telmo, Palermo, Puerto Madero, La Boca. Vale a pena conhecer todos eles, no Puerto Madero tem vários restaurantes muito bons, no Palermo fomos ao Zoológico ao Jardim Japonês, e a outros parques, no La Boca fomos ao Estádio Boca Júniors, e a rua Caminito, colorida, alegre e diferente, com alguns restaurantes, shows de tango e muitos turistas; na Recoleta fomos ao cemitério, ao museu, ao Centro Comercial de Design, e em parques da região. Cada bairro tem sua atração, sua história, sua vida própria. A soma de tudo isso é que faz Buenos Aires. Por isso, acho que a melhor maneira de conhecer um lugar é “andar”, conseguimos achar lugares que nenhum guia ou taxista nos diria.

Puerto Madero


Jardim Japonês
Os Parques da cidade são muito bem conservados, limpos, bem diferente de muitos lugares no Brasil; vale a pena conhecer o Zoológico da cidade, é muito bem cuidado e com uma variedade grande de animais, o interessante é o baldinho com biscoitinhos que eles vendem para os turistas, para alimentar os animais; lá, cada criança ou adultos tinha o seu.
Praça das Nações Unidas
Praça de Palermo
Praça de Palermo
Zoológico
Zoológico

Ir ao Estádio do Boca Júnior também foi muito legal, como todos sabem, os argentinos são fanáticos por futebol, talvez até mais do que os brasileiros; fizemos uma visita com um guia que explicou um pouco da história do estádio, conhecemos o museu, o campo de futebol, as instalações, e os vestiários.
Estádio do Boca Júnior
Museu do Estádio
Buenos Aires é um paraíso para as compras, no bom sentido; comprei casacos, roupas de marcas tradicionais por um preço que não se encontra aqui no Brasil, nem nas Duty Free dos Aeroportos. O real é bem valorizado lá. Por isso, uma dica: deixe para trocar seu dinheiro (por peso) ou fazer saques em dinheiro lá na Argentina, porque a troca de moeda em casa de câmbio lá paga mais pelo Real do que aqui. Contudo, o Real e o Dólar também são bem aceitos nas lojas, restaurantes e teatros da cidade.


Cuidados: no centro, com os vendedores ambulantes de shows de tango, roupas de couro e de troca de moeda; não tivemos problemas, mas ficamos sabendo de alguns casos de roubo e furto por causa da distração que eles provocam, enquanto seus cúmplices levam bolsas e carteiras sem que ninguém desconfie; e cuidado também com alguns taxistas, o táxi lá é bem barato, então leve, se possível, o dinheiro trocado, porque têm aqueles, como em todo lugar do mundo, que querem se aproveitar dos turistas e, conclusão, devolvem o seu troco em notas falsas.


Até a próxima viagem...!!!

Fotos tirada por Vanessa Carvalho



Nenhum comentário:

Postar um comentário